domingo, 19 de abril de 2009

ARROIO FIÚZA TERÁ CARA NOVA

NOTÍCIA NO DIÁRIO DE VIAMÃO





Cláudia Klock
Claudia@diariodeviamão.com.br
Diário de Viamão
16 abril 2009

A Escola Estadual de Ensino Médio Açorianos de Viamão, RS, BR, deu início neste mês de abril, 2009, ao projeto "Deixe o Arroio Fiúza Viver", que promete melhorar a qualidade da vida da sociedade a partir da conscientização ambiental. A idéia é sensibilizar a população ribeirinha ao Arroio Fiúza e das redondezas para a importância do uso adequado da água como recurso natural não renovável e debater o princípio da sustentabilidade.
O Arroio Fiúza é um afluente do rio Gravataí e ponto de captação de água para distribuição no bairro do centro de Viamão. A partir de uma saída de campo para visitar um dos afluentes do Arroio próximo à instituição de ensino, no bairro Cohab, os alunos dos terceiros e dos segundos anos constataram que há um acúmulo significativo de lixo que impede o fluxo normal da água, além de verificarem a cor escura e o cheiro forte que ela exala. Os Estudantes acompanhados dos professor de Ciências, Vilson Antonio Arruda, observaram também que a mata ciliar é escassa e muitos moradores despejam resíduos domésticos diretamente no Arroio, sem tratamento de esgoto. Além disso vários produtores rurais ribeirinhos cultivam hortaliças sem manejo correto do solo. A água para irrigação é captada sem tratamento direto do Fiúza. O plantio tradicional e irregular das lavouras de verduras provoca erosão e assoreamento no leito do Arroio. O projeto "Deixe o Arroio Fiúza Viver" se estende a dois afluentes do Fiúza que passam pelos bairros Querência, Cohab, Jardim Krahe, Pró-Morar e Nova Esperança, onde os moradores são de classe média e baixa Uma parte da área é de preservação permanente. Área verde. O projeto envolve cerca de 110 alunos, o Circulo de Pais e Mestres e ainda as Associação dos Moradores dos bairros circunstantes.
Pensando nestas questões sociais os alunos em parceria com a Corsan, Rotary Club, Coletare Serviços, Acivi, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros e Aviterpa Viégas resolveram fazer um mutirão de limpeza e plantio de 300 mudas de árvores (Ipê Rocho) as margens de dois afluentes, no dia 28 de maio 2009, além de distribuirem aos moradores folders explicativos de conscientização ambiental.
Os peixes também são outros seres vivos que sofrem com esta situação calamitosa que se encontra o afluente do Fiúza. Durante o mês de maio os alunos e professores assistiram palestras e visitarão a estação de tratamento de água da Corsan em Gravataí. O gerente da Corsan Viamão, Glazileu Glória Aragonês, acredita que o projeto contribuirá para a melhoria da qualidade da água no município, muito pelo fato das escolas produzirem um efeito multiplicador na sociedade. "Os alunos levam a responsabilidade ambiental para seus lares", afirmou. Segundo Aragonês se a população se conscientizasse em não jogar lixo nos rios e mantê-los limpos, a Corsan gastaria menos com produtos químicos e o preço da água para os consumidores final, com certeza, seria mais barato, disse. O Rotary Clube de Viamão doou 500 árvores para refazer a mata ciliar. O presidente, José Luis da Rocha, julga fundamental este projeto pelo fato dos jovens serem os atores desta obra sob a orientação do professor Arruda que também é técnico agrícola e docente na Escola Técnica de Agricultura de Viamão.
O presidente do Comitê de Gerenciamento da Bacia do Rio Gravataí, Maurício Colombo, disse é extremamente importante que mais escolas e entidades sigam este exemplo, e que a Escola Açorianos está de parabéns pela iniciativa.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores