sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

VITOR ORTIZ DE VIAMÃO PARA O MINISTÉRIO DA CULTURA EM BRASÍLIA

Professor Arruda (E) e Vitor Ortiz

O meu amigo e viamonense, Vitor Ortiz, 46 anos, foi convidado pela futura ministra Anna de Hollanda para integrar o governo da presidente Dilma Rousseff.
A partir de 1º de janeiro Vitor Ortiz será o secretário executivo do Ministério da Cultura.
Vitor é natural de Viamão.
Conheço muito bem Vitor. Fomos criados juntos usando calças curta.
Sempre foi um cidadão humilde e de paz com a vida. Gosta de uma festa. Estudioso. Inteligente e dedicado. Dedilha as cordas do violão, mas não é exibido.
É filho do conhecido viamonense da gema, Lírio Bitencourt (ex-barbeiro e atual micro-empresário do ramo logista). É neto do saudoso castelho Pancho. Perdeu a mãe quando muito pequeno.
Lembro que Vitor iniciou na militância política, ainda jovem, no Grêmio Estudantil da Escola Municipal Castelo Branco. Ativista sempre lutou pela classe dos excluídos. Fã de carteirinha de Fidel Castro e Che Guevara. Fundou a ala jovem do PTD da cidade. Foi peça intelectual e pensante quando editou o jornal de campanha para eleger o prefeito Tapir Rocha (PDT), em Viamão. Depois fundou o PCdoB. É casado e tem duas filhas.
Quando fui vice-diretor do Instituto de Educação Isabel de Espanha lembro que ele atuava como professor de História. Foi colunista do Jornal Correio Rural.
Junto com seu irmão Hélio Ortiz fundou o semanário jornal Quarta-Feira, onde eu também tive o prazer de conviver com ele na edição esportiva e política.
Aficcionado pela cultura sempre incentivou os artistas de base.
Fundador do PT, elegeu-se vereador e líder do governo na Câmara Municipal de Viamão, e tornou-se secretário de cultura do município. É funcionário concursado na Prefeitura de Porto Alegre, onde chegou a ser também secretário de cultura e com visão empreendedora construiu o sambódromo para realização do carnaval portoalegrense numa área no Porto Seco.
Pela competência também foi secretário de cultura de São Leopoldo.
Na gestão de Antônio Grassi atuou como diretor da Funarte, no Rio de Janeiro, quando conheceu Anna Hollanda. Atualmente, estava na gerência regional da TV Brasil, na cidade maravilhosa.
A pedido da futura ministra, Ortiz, já se encontra em Brasília, atuando na transição do ministério.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

EXERCÍCIOS DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA TÉCNICO EM PESQUISA AGROPECUÁRIA

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
PARA TÉCNICO EM PESQUISA AGROPECUÁRIA


As respostas em negrito são as corretas

1- A pesquisa é fonte de conhecimento, ciência e tecnologia. Ela está alicerçada no trinômio:
a) conhecimento empírico, conhecimento científico e conhecimento filosófico;
b) preditividade, utilidade e exatidão;
c) verdade, certeza e evidência;
d) racionalidade, certeza e exatidão;
e) infalibilidade, evidência e preditividade.

2- No método científico, há uma sequência lógica para a organização de uma pesquisa, cujos elementos são:
a) problema, hipótese e experimentação;
b) projeto, coleta de dados e análise;
c) revisão bibliográfica, metodologia e cronograma;
d) hipótese, projeto e coletas de dados;
e) experimentação, evidência e análise.

3- O estudo exploratório é definido na metodologia científica como uma pesquisa:
a) bibliográfica;
b) documental;
c) laboratorial;
d) de campo;
e) de entrevista.

4- A estrutura pré-textual de um relatório de pesquisa de campo contém os seguintes itens:
a) resumo, introdução e referências;
b) anexos, referências e desenvolvimento;
c) capa, resumo e referências;
d) resumo, capa e sumário;
e) lista de tabelas, introdução e anexos.

5- O método de identificação de bovinos que permite a coleta de dados, sem riscos de perda dos dados experimentais é o de:
a) brincos com código de barras;
b) tatuagens na face interna da orelha;
c) marca com nitrogênio líquido;
d) bolus ruminais;
e) bótons auriculares.

6- As pesagens de animais de grande porte de grande porte, para medição das eventuais variações de peso, em avaliações de experimentos devem ser realizadas:
a) em intervalos de 60 dias e na primeira hora da manhã;
b) em intervalos de 30 dias e na primeira hora da manhã;
c) em intervalos de 60 dias e com jejum prévio de 12 horas;
d) em intervalos de 28 dias e com jejum prévio de 12 horas;
e) em intervalo de 30 dias e com jejum prévio de 12 horas.

7- um projeto de pesquisa que contenha material e no método, o uso de bovinos de corte de raças de corte britânicas necessita que o auxiliar agropecuário escolha animais das raças:
a) Charolês, Shorthorn e Pardo Suíço;
b) Galloway, Jersey e Aberdeen Angus;
c) Hereford, Jersey e Devon;
d) Salers, hereford e Devon;
e) Shorthorn, Hereford e Aberdeen Angus.


8- O procedimento prévio ao uso de uma balança com princípio mecânico de funcionamento para a tomada do peso de animais de um experimento é:
a) a aferição e tara do equipamento;
b) o teste de precisão com um objeto de peso conhecido;
c) a pesagem de 5% dos animais e a aferição;
d) a identificação do selo do Inmetro;
e) a pesagem de todos os animais.

9- Um projeto de pesquisa com a finalidade de coletar sêmen em touros deve conter como material imprescindível:
a) manequim e vaca em cio;
b) eletroejaculador;
c) vagina artificial;
d) vaca imobilizada;
e) manequim e eletroejaculador.

10- Na condução de um experimento para testar duas rações com suínos em crescimento, são escolhidos dois grupos de animais para aplicar os tratamentos. Esse procedimento se refere aos princípios básicos da experimentação que são:
a) unidade experimental, repetição e casualização;
b) repetição e aleatorização;
c) unidade experimental e controle local;
d) repetição, casualização e controle local;
e) controle local, escolha dos tratamentos e unidade experimental.

11- O peso médio de 10 leitões, obtido num experimento para avaliar a conversão alimentar, foi de 22,5 kg. A estimativa que complementa esse parâmetro estatístico para melhor informar o que ocorreu é:
a) desvio padrão da média;
b) erro padrão da média;
c) coeficiente de variação;
d) mediana;
e) moda.

12- O resultado de cinco produções de leite oriundo de cinco tipos de rações precisa ser comparado para identificar qual é o melhor deles.
Para isso é necessário a aplicação dos seguintes testes estatísticos:
a) teste F e teste de Tukey;
b) teste de Tukey e de Ducan;
c) teste de F e Intervalo de confiança;
d) teste de Média e Análise de Variância;
e) teste de Fischer e Qui-quadrado.

13- O princípio da repetição em experimentos tem a finalidade de:
a) aumentar a variação nos resultados;
b) diminuir o efeito doa acaso;
c) controlar o erro experimental;
d) facilitar o cálculo da média;
e) calcular o coeficiente de variação.

14- A comparação de duas raças de bovinos no que diz respeito à taxa de fecundidade pode ser realizada como teste estatístico:
a) de covariância;
b) de Tukey;
c) de Qui-quadrado;
d) de probabilidade;
e) chamado teste F.

15- As referências bibliográficas de um relatório de pesquisa são citadas mediante regras que constam nas:
a) normas ISSO;
b) normas da ABNT;
c) normas do INMETRO;
d) normas do CNPq;
e) normas da Biblioteca Nacional.

16- O princípio mais importante na escolha da amostra de uma população experimental é ela:
a) independer do tamanho da população;
b) representar 50% da população;
c) ser escolhida ao acaso;
d) representar no mínimo 1% da população;
e) representar as principais características da população.

17- O cruzamento citado num projeto de pesquisa para avaliar o desempenho a campo refere-se à (ao):
a) reprodução entre mestiços;
b) uso de animais oriundos de raças diferentes;
c) método de acasalamento;
d) hibridação;
e) heterose.

18- A sustentação do princípio que será avaliado em um projeto de pesquisa está contida no:
a) procedimento de campo;
b) modelo experimental;
c) cronograma de pesquisa;
d) referencial teórico;
e) orçamento.

19- Em um projeto de pesquisa para avaliar a taxa de lotação mais adequada ao campo nativo do Rio Grande do Sul está escrito, no capítulo referente à material e método, que ele será conduzido com animais de sobre ano. Isso significa que as unidades experimentais têm a idade entre:
a) 6 e 12 meses;
b) 12 e 18 meses;
c) 18 e 24 meses;
d)24 e 30 meses;
e) 30 e 36 meses.

20- Na representação gráfica do relatório de pesquisa que demonstra o resultado do efeito dos níveis de adubação de uma pastagem sobre a produção de matéria seca deve conter:
a) eixo x com a produção de matéria seca e eixo y com os níveis de adubação;
b) eixo das coordenadas com a produção de matéria seca e abscissas com níveis de adubação;
c) eixo x com os níveis de adubação e eixo y com a produção de matéria seca;
d) eixo das coordenadas com níveis de adubação e eixo x com a produção de matéria seca;
e) eixo das abscissas com os níveis de adubação e eixo y com a produção de matéria seca.

EM TEMPO:
APESAR PODE SER SUBSTITUIDA POR:
AINDA QUE SEJA

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

UNIÃO DE VIAMÃO E AMIGOS DA BOLA NA RBS ESPORTES

No dia 19 de dezembro, 2010 os Amigos da Bola e Atlético União de Viamão (RS) jogaram no Estádio Edgar Leitão Teixeira, Campo da Tamoio.
O Programa RBS Esportes fez uma matéria esportiva especial de natal que foi ao ar no dia 25 de dezembro, às 9 horas.
O jogo da solidariedade entre amigos com barrigudos de Viamão e destaques do futebol brasileiro como Diguinho do Fluminense (campeão brasileiro 2010) e o atacante Luiz Adriano (ex-Inter) terminou com empate em 3 x 3
Veja no link abaixo os jogadores nostálgicos do União, Arruda e Nando, como protagonistas do show na RBS, na matéria produzida por Karine Alves.

http://www.youtube.com/watch?v=HryCTxqgy7w








sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

FORMATURA 2010 NA ESCOLA TÉCNICA DE AGRICULTURA DE VIAMÃO - ETA -RS

Os alunos do 3º ano dos Cursos Técnico em Agricultura e Pecuária na Escola Técnica de Agricultura de Viamão - ETA - colaram grau na quinta-feira, 23 de dezembro.
A cerinônia ocorreu no Salão de Atos da ETA, às 20 horas. Após, a solenidade os 47 formandos recepcionaram os convidados no CTG Armada Grande, no Bairro Passo do Vigário, onde foi servido um jantar campeiro acompanhado de um apetitoso churrasco.
Essa formatura tem um gostinho especial por que neste ano a ETA comemorou o seu centenário.
Foram paraninfos o professor Vilson Antonio Arruda (Administração Rural) e professora Maria Alice ( Português). O patrono foi o professor, aposentado de matemática, Gilberto Caneda.
Esteve presente na solenidade, e compondo a mesa diretora dos trabalhos, o técnico agrícola, Nelmo Vargas, conselheiro do CREA e formado na ETA em 1983.

Momentos de felicidades e alegria

Pais e amigos lotaram
o Salão de Atos
da Escola

Os alunos felizes confraternizam

Momentos de descontração entre os formandos

Pais alegres acampanharam
atentos a solenidade

Professores paraninfos -Vilson Arruda e Maria Alice
Professor Gilberto, Diretor EvandroMinho e
Glacira (Vice Diretora de Ensino)

Foto com formandos e professores paraninfos



DISCURSO DO PARANINFO PROFESSOR VILSON ARRUDA

Excelentíssimo Srº Diretor Geral da Escola Técnica de Agricultura de Viamão, Professor Evandro Cardoso Minho
Demais autoridades presentes que compõe a mesa e já citados pelo cerimonial;
Excelentíssimos Senhores Professores que compõem o Corpo Docente, funcionários, formandos desta Instituição, alunos, pais e amigos....
Boa Noite!!!!


Meus Afilhados!!!!
Este é um momento importante para Escola Técnica de Agricultura de Viamão, pois estamos festejando o sucesso dos senhores.
Passaram-se três anos de convivência e estão substancialmente preparados profissionalmente para a profissão de Técnicos em Agriculltura e Pecuária.
Também pra mim é um dia especial porque tenho o privilégio de ter sido escolhido o paraninfo desta turma simbolizando grau de amizade e conmsideração principalmente no ano do centenárioa desta Escola.
Acredito que tornaram-se profissionais altamente competentes com toda a base que receberam nesta casa de ensino.
A vida de estudante de vocês não termina aqui. Sejam fervorosos e busquem uma nova forma de seguir em frente os seus estudos para realizarem os seus sonhos. Somente quem sonha pode fazer os outros sonharem.
Vivemos neste momento glamour e alegria, mas lembro que, a partir deste momento, vocês são responsáveis pela produção de alimentos com qualidade para saciar a fome da raça humana em nosso planeta. Não se tem notícias de que algum povo tenha sobrevivido sem alimentos.
Vejam o grau de responsabilidade social que vocês estão recebendo nesta magnífica sessão solene de formatura.
Em todos os países a produção agropecuária tem uma grande importância social, mesmo porque dela dependem economicamente de forma direta os próprios agropecuaristas, os agro-industriais, o comércio atacadista e varejista, os índios e os trabalhadores rurais.
Mesmo com a mobilização histórica da sociedade civil pela causa e a implementação de políticas públicas de segurança alimentar, ainda existem em todo país pessoas que não têm acesso a alimentos em quantidade e qualidade suficiente para a manutenção da vida saudável.
Segundo a FAO, uma em cada 6 pessoas no mundo ainda amargam com a dor da falta de alimentos.
Meus Afilhados
Entendo que a questão dos alimentos não é só uma questão econômica, mas também é uma questão ética que está linkada substancialmente ao cuidado com o ser humano e ao meio ambiente.
Portanto, vocês estão preparados para produzir e atender alta demanda de alimentos e preservar o meio ambiente para as próximas gerações idealizando políticas públicas de integração do ser humano e animais ao ecossistemas.
Estimados pais sintam-se orgulhosos dos seus filhos, pois são frutos do que vocês ajudaram a construir num mundo moderno cheio de contradições.
Aos professores e funcionários da ETA o reconhecimento pela contribuição e dedicação de convivência diária e oportunizar formas de conhecimento para formar estes cidadões competentes para o mundo do trabalho.
Sejam felizes e que Deus os acompanhe.
Feliz natal e próspero ano de 2011 a todos.

Arruda

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

JORNAL SEXTA-FEIRA - VIAMÃO- COLUNA DO ARRUDA FILHO -

Vergonha Nacional
Os deputados federais resolveram aumentar, e bastante, o valor dos seus salários em 61,83% para 2011. Passaram de R$ 16,5 mil para R$ 26,7 mil. O deputado Beto Albuquerque (PSB) disse que não votou, mas se posicionaria contra se estivesse na sessão. Agora pergunto: Se é contra, o deputado Beto vai devolver aos cofres públicos os R$ 10 mil de aumento que lhe foram concedidos em sessão natalina?

Arrocho ao Funcionalismo
Enquanto, isso em Viamão, o funcionalismo da prefeitura está amargando um arrocho salarial de seis anos com congelamento dos seus vencimentos.
O vereador Romer Guex (Psol) revelou ao colunista que um auxiliar de enfermagem tem salário de R$ 270,00, mas com a equiparação ao salário mínimo chega aos míseros R$ 550,00.

Arrocho Continua
Como o funcionalismo vai prestar bons serviços à população sem incentivos? O “esperto” prefeito encaminhou a Câmara Orçamento de 2011 apertando ainda mais o arrocho, pois não há previsão de aumento em 2011. O Sindicato faz o quê?

Câmara faz mais sessões
Os vereadores de Viamão aprovaram mudanças para 2011 no Regimento Interno da Câmara para 2011. As sessões serão aumentadas em mais um dia na semana, e serão realizadas na terça, quarta e quinta-feira, a partir de abril do próximo ano. Mesmo aumentando o número de sessões os vereadores continuarão com os salários congelados em R$ 3.300,00.

Dédo Não Poupa Companheiros
A festa de encerramento dos funcionários da Câmara foi marcada por muitos encontros políticos. Numa mesa reservada, o vereador Dedo (PT) não poupou verbos para atacar seus correligionários que ocupam cargos de confiança na prefeitura. Em tom de descontentamento, Dédo disse ao presidente do PT, Zilmar Rocha, que na prefeitura a maioria dos petistas, com raras exceções, são “barriguistas” e que eles têm medo de contestar o prefeito Alex (PT) que jamais perdoa os companheiros que não fazem a sua vontade de reizinho. Dédo emendou que o seu coletivo não tem espaço para indicar nenhum cargo de CC ou FG na prefeitura de Viamão, mas o prefeito está loteando secretarias e cargos para os oportunistas de última hora, em detrimento aos petistas históricos.

Quem Vai a Apagar a Luz
Continuando, Dedo lamentou que os petistas oportunistas de “carteirinha fria” são lembrados para os Cargos de Confiança na prefeitura, em detrimento aos companheiros que são históricos no Partido dos Trabalhadores. Ele questiona: “Quem vai apagar a luz no dia em que o PT não for mais governo em Viamão?”, acreditando que a debandada dos PTs “barriguistas” para outro partido, será geral, numa possível derrota eleitoral no município.

Oposição se Reúne
Numa noite dessas os líderes oposicionistas se reuniram na residência do empresário Flávio Ribeiro Júnior. A oposição, ao governo municipal, está costurando uma candidatura de consenso. O PTB estava representado pelo vereador Eraldo Rogia. Será que o PTB, que constitui a base aliada no governo municipal, vai dar uma bola nas costas do governo petista?

Feliz Natal!!!
Desejo a todos os leitores um Feliz Natal!!!!!

E-Mail contato: vilson.arruda@ig.com.br

BOVINOCULTURA DE CORTE - ETA - ARRUDA

BOVINOCULTURA DE CORTE


Bovino Charolês

2.1 Apresentação


A origem da atividade bovina no país se deu com o deslocamento de animais da Península Ibérica, principalmente de Portugal. O gado crioulo era geralmente de pequeno porte e tardio no crescimento e na reprodução. Alguns fazendeiros com recursos importavam da França e da Inglaterra reprodutores para cruzamento, melhorando seus animais de trabalho.

Com a introdução do zebu, aos poucos, o gado crioulo foi absorvido pelas raças indianas, através de cruzamentos contínuos. A composição do rebanho brasileiro atualmente tem alto nível de participação zebuína, cerca de 80 a 85% do contigente nacional.

Pesquisas revelam que o cruzamento entre as espécies geram produtos de melhor qualidade e maior desempenho. No eixo Centro-Sul, além de cruzamentos com objetivos industriais, são feitas tentativas de formação de novas raças.

Os fatores que determinam a escolha da raça para atividades específicas são: as contingências climáticas e edáficas, o grau de desenvolvimento, o nível de instrução e cultura do ser humano e, sobretudo, o estágio em que a agricultura se encontra.


2.2 Confinamento de Bois


O confinamento de gado para engorda no Brasil é uma prática recente, com possibilidade de ampliação pelas vantagens que esta atividade apresenta. Vários são os autores que justificam a adoção do confinamento. [Peixoto, 1989] vê como vantagens: reduzir a idade de abate do animal; acelerar o giro de capital, com retorno mais rápido dos valores investidos na engorda e reduzir a ociosidade dos frigoríficos na entressafra. [Corrêa, 1988] afirma que o confinamento contribui também para aumentar a produtividade da pecuária de corte e é responsável pela oferta de empregos no meio rural.

[Vasconcellos, 1993] complementa ao citar: a produção da carne é de melhor qualidade e maior produção por área; existe maior rendimento de carcaças (até 63%), com diminuição da proporção de ossos e outros componentes de pouco valor; aproveitamento mais intensivo de pequenas propriedades pela utilização mais racional das pastagens; aproveitamento de doze ou mais animais por hectare plantado; índice de mortalidade baixíssimo; grande produção de adubo orgânico de bom valor para o uso ou venda; redução da ociosidade de curtumes e melhor utilização de mão-de-obra e recursos técnicos disponíveis.

A engorda confinada no Brasil normalmente alcança viabilidade econômica em determinado período do ano, coincidindo com a entressafra de carne produzida a pasto. No resto do ano é conveniente utilizar este espaço de confinamento para serviços ligados a outras categorias do plantel, otimizando seu aproveitamento.

Os principais fatores para a técnica de confinar gado são: os animais, os alimentos e as instalações. O fator mais importante é a escolha dos animais, tendo como características o peso na idade de abate; a taxa de crescimento; a quantidade e distribuição da gordura corporal e quantos quilos de carne comercializável cada animal rende.

Aparentemente cada boi tem um potencial de crescimento e de desenvolvimento desde que sejam favoráveis as condições para esta finalidade: ambiente adequado e alimentação apropriada.

O animal tem cinco qualidades inerentes ao seu desenvolvimento, a saber: rapidez e eficiência de crescimento, tamanho grande, alto rendimento, grande quantidade de carne e alta qualificação de carcaça.

Mesmo assim, torna-se sempre difícil avaliar no animal vivo qual o tipo ideal de bovino para corte. O peso e a idade em que os animais vão para o confinamento têm papel importante no processo de ganho de peso. Os animais mais novos, e portanto mais leves, acusam conversão alimentar mais eficazes e custos relativos de produção mais baixos.

Numa pesquisa feita no Rio Grande do Sul, segundo Peixoto, o comportamento de bezerros das raças hereford e poller-hereford apontaram que a percentagem de carne aproveitável cai com a aumento do peso vivo, embora o rendimento da carcaça aumente. A preferência brasileira ainda recai sobre animais mais velhos, com trinta a trinta e cinco meses, ou pouco além, e peso vivo entre 330 e 350 kg.

Levantamento feito pela Empresa de Pesquisa Agrícola de Minas Gerais e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Epamig/Emater), no final da década de setenta, apontou idade inicial no confinamento de 34,5 meses com variação de vinte a quarenta e oito meses e peso médio inicial de aproximadamente de 340 kg, variando entre os limites de 270 e 445 kg. Os valores médios para idade foram considerados superiores aos tecnicamente recomendados, o que contribui para a conversão alimentar média inferior à desejada.

Segundo Vasconcellos, animais mais novos, em recria, são ainda capazes de garantir bons ganhos de peso através de crescimento compensatório, desde que alimentados com alto nível nutricional.

Outro fator de importância diz respeito ao preparo dos animais para o confinamento, que pretende deixá-los em boas condições para responder a um trato específico e intensivo na forma de ganho rápido de peso. Trata-se, na verdade, de seguir os precondicionamentos sanitário, alimentar e ambiental, destinados a reduzir quaisquer fatores desfavoráveis à acumulação de gordura nos tecidos do animal.

O precondicionamento sanitário consiste em um programa específico de vacinações e controle de parasitas, aliado a um acompanhamento permanente do estado de saúde dos bovinos. Por exemplo, a vacinação contra a febre afetosa deve ser realizada antes de se iniciar o confinamento.

O precondicionamento alimentar visa fazer com que a flora e a fauna microbianas do rúmen tenham uma adaptação rápida à transformação de um conteúdo dietético. Assim, a silagem de grãos e concentrados, requer maior tempo de adaptação que a cana-de-açúcar. Em geral, o processo de adaptação demora de dez a vinte dias para se completar.

Finalmente o ambiente: os procedimentos nessa área têm como objetivo acostumar o animal às instalações do confinamento, ao movimento de máquinas e implementos, à presença do ser humano, dentre outras coisas. O precondicionamento ambiental também envolve a convivência entre animais de origens distintas. Esta fase inclui ainda o implante ou o fornecimento de anabolizantes e aditivos, utilizadas para tornar mais eficaz o trabalho de engorda.

Uma última consideração importante trata da pesagem dos animais, que deve ser feita num período intervalo com vinte e oito dias. Com o intuito de não prejudicar muito o animal, uma vez que o momento da pesagem exige muito do gado, sugere-se, como uma medida de segurança, pesar o lote de animais em uma amostragem significativa - estatisticamente correta, evitando assim o estresse do boi e um rendimento maior, dada a necessidade do pré-jejum para a pesagem.

A fase de terminação de bovinos em confinamento está diretamente relacionada à viabilidade econômica da atividade, em que são levados em conta o preço real diferenciado da carne bovina na entressafra, o alto ganho diário de peso e o custo de produção compatível com a expectativa de preço do mercado.


2.3 Alimentos


Nos países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil, a pecuária de corte, com ênfase no confinamento, se apresenta num estágio inicial, sem técnica desenvolvida e com poucos recursos para a obtenção de energia e proteína nas dietas dos animais, salvo através de alimentos volumosos. No entanto, a disponibilidade de grãos é pequena, os suprimentos protéicos são exportados em larga escala, a relação disponibilidade de grãos e o preço de carne bovina é desvantajosa, na maior parte do ano. Ainda, a variação do valor real da carne ao longo do ano é muito grande, principalmente entre os períodos de picos de safra e entressafra.

Como conseqüência, o confinamento de bovinos tem se concentrado na entressafra, com ênfase na utilização de animais mais velhos, dois a três anos, menos exigentes que os mais jovens, e que normalmente apresentam um ganho satisfatório, baseando-se no uso de larga escala de alimentos volumosos.


2.4 Ração Balanceada


[Ruiz, 1984] define como ração balanceada a quantidade de alimento capaz de prover, para um animal, os diversos nutrientes numa porção compatível com determinado nível de produção diária. Assim, a formulação de uma ração implica em integração de conhecimentos relacionados com as exigências do animal (para determinado nível de produção), características nutricionais dos alimentos e relação benefício - custo esperado.


2.5 Custo de Produção Compatível com a Expectativa de Preços de Mercado


Por ser a terminação de bovinos em confinamento uma atividade que demanda alto investimento, num período de curta duração, e o preço de mercado da carne apresentar-se às vezes baixo, é importante que o produtor gerencie os recursos para o confinamento, usando todas as recomendações que maximizem o lucro. No custo de produção do bovino confinado, o componente que tem maior participação é a alimentação, com cerca de 60 a 80% do custo variável. Portanto, é de suma importância que a produção, aquisição, balanceamento e manejo da alimentação sejam conduzidos de modo adequado, para se obter maior eficiência deste investimento no confinamento.

A alimentação no confinamento é composta basicamente do volumoso, da ração concentrada e do sal mineralizado. Dentre estes, a ração concentrada apresenta a maior participação no custo total da alimentação.


2.6 Manejo da Alimentação


A viabilidade econômica da atividade está calcada no desempenho do bovino em confinamento, tendo como considerações o balanceamento nutritivo adequado, o manejo da alimentação e, de certa forma, no uso de aditivos e anabolizantes. A utilização correta destes mecanismos permite aumentar o ganho diário de peso vivo e melhorar a conversão alimentar.

O manejo adequado está intimamente relacionado com a freqüência da alimentação. A ração, no dia a dia, de uma maneira regular, tem um efeito positivo no desempenho de bovinos em confinamento. Boin [Peixoto, 1989], aconselha, como orientação prática, fornecer a ração em pelo menos quatro porções diárias, evitando-se o desperdício.

No intuito de não permitir fermentações secundárias que possam afetar a ingestão e a saúde do animal, produtos úmidos conservados na forma de silagem devem ser fornecidos várias vezes ao dia.

O balanceamento das rações sempre é feito com base em uma composição bromatológica média (proteína e sais minerais) e um valor nutritivo médio (energia) para cada ingrediente utilizado. Qualquer variação na composição e no valor nutritivo dos ingredientes causará alteração no desempenho do animal.

Os dois fatores que delimitam a produtividade são a capacidade de ingestão de energia digestível e a composição de ganho de peso vivo. No entanto, nem sempre é desejável maximizar o desempenho animal, tanto se tratando da fase inicial, quanto no período de confinamento, pois se faz necessário levar em conta outros fatores também relevantes, como o crescimento de acordo com o potencial genético do gado e a taxa de gordura depositada por unidade de ganho de peso.

O desempenho está diretamente relacionado ao valor alimentar da dieta. Entretanto, existe um limite de produção para cada tipo de animal, definido pela raça, grau de estrutura corporal, estado físico ou grau de acabamento.


2.7 Arraçoamento do Bovino de Corte


As principais fontes de alimentação para a engorda de gado no país são as pastagens nativas. Nas regiões sul e sudeste, normalmente no período de outono e inverno - de maio a outubro - as pastagens tornam-se secas, deficientes em fatores nutricionais, influenciando na perda de peso dos animais e tendo como conseqüência um atraso significativo no abate.

O confinamento de bovinos é utilizado para sanar tais problemas. Esta prática tem sido usada largamente atingido grande desenvolvimento, estimando-se em 1989, o confinamento de 700 mil cabeças, setenta e cinco porcento a mais do que no ano anterior. Apesar disso, a atividade é muito regionalizada, tornando-a fortemente dependente das fontes de alimentos disponíveis [Thiago, 1991].

Vários autores defendem técnicas de balanceamento de rações. [Beeson, 1973] sugere calcular as necessidades nutricionais sobre uma base de matéria seca. Quando se faz isto, segundo o autor, as necessidades nutricionais de um animal podem comparar-se diretamente com as percentagens de elementos nutritivos da ração seca, sem que se tenha que fazer nenhum outro cálculo.

[Silvestre, 1983] discute o método de tentativa, que se calca em alcançar o equilíbrio no aumento e diminuição das quantidades dos alimentos até que as exigências do animal sejam atendidas. Este processo depende excessivamente da experiência do agricultor. Silvestre, em seu livro, também discute o Quadrado de Pearson, trabalhando basicamente com o valor relativo de um determinado nutriente, estabelecendo proporções entre dois ou mais alimentos.

Com o uso computacional, [Lanzer, 1984] apresenta o Sistema de Programação Linear para Microcomputador, possibilitando a utilização de programação linear para combinar os alimentos, em quantidades apropriadas, para atender as exigências com um mínimo custo e máxima eficiência.

Alguns softwares de maior envergadura também foram colocados no mercado para resolver problemas diversos utilizando programação linear e outros instrumentos operacionais, como é o caso do Lindo e do Gams.

Recentemente, [Ferreira, 1993] faz estimativa de ganho de peso de gado de corte sob condições nutricionais, considerando principalmente o grau de estrutura corporal e a condição corporal do animal e [Coutinho, 1994] propõe o pacote Sisnutre que possui rações para bovinos de corte com várias categorias de pesos e alguns níveis de engorda.


2.8 Noções Gerais de Zootecnia (Melhoramento da Espécie)


Genética é a ciência que estuda as leis da transmissão dos caracteres hereditários nos indivíduos e as propriedades das partículas que asseguram essa transmissão.

Raça é uma subdivisão da espécie, constituída por uma porção de indivíduos pertencentes à mesma espécie, que possuem certos caracteres chamados étnicos, transmissíveis por herança aos filhos (descendentes) quando são acasalados (cruzados), permitindo diferenciar tipos de raças. Esses caracteres são:


1.Morfológicos - quando visíveis a olho nu, como: forma do corpo, espessura, maciez e elasticidade de couro ou da pele; cor dos pelos e da mucosa: tamanho das orelhas; estatura; chifres, etc.

2.Fisiológicos - quando internos, como: rusticidade; precocidade; vigor, prolificidade, etc.

3.Psicológicos - quando relacionados com o sistema nervoso, como: vivacidade; instinto; caráter, etc. e

4.Econômicos - de acordo com a aptidão, como: leiteira; produtora de carne; de manteiga, etc.


Os cruzamentos entre taurinos e indianos constituem a solução lógica e prática para a pecuária brasileira, tanto no que se refere a leite como a corte, permitindo formar a curto prazo rebanhos com maiores índices de produtividade, melhor constituição e mais fortes.

O cruzamento simples produz animal do tipo industrial, de maior resistência e produtividade, que apresenta o vigor híbrido ou heterose, responsável pelo aumento de produção dos descendentes em relação à média dos pais. O produto é uma animal de extraordinária eficiência econômica, constituindo a melhor produção de carne ou leite de forma moderna e eficiente, uma vez que não existe nenhuma raça significativamente superior.

As características econômicas desejadas com o uso de cruzamentos são a fertilidade - índice mais alto de natalidade; elevação da porcentagem de bezerro (crescimento rápido); habilidade maternal; maior precocidade, antecipando a entrada na reprodução e a idade para abate. Eficiência na utilização dos alimentos (conversão).

A pecuária de corte mostra que os animais produtores de carne são aqueles que, mediante seleção rigorosa, podem converter a menor quantidade de alimentos na maior quantidade de carne dentro de um tempo mínimo; devem ainda apresentar alto rendimento do peso bruto em músculos, considerado bom quando superior a 58%. Do peso bruto vivo, descontando-se a cabeça, o couro, as vísceras e os mocotós, fica a carcaça limpa, que deverá conter no máximo 6% de gordura, distribuída uniformemente na parte externa, com a ossatura mais leve possível.

Na escolha dos animais para exploração de carne, a preferência recairá nos animais de aclimatação rápida e completa, precocidade no desenvolvimento, índole mansa, rusticidade, couro solto com pigmentação escura (para melhor resistência ao calor e às fortes exposições ao sol), capacidade de boa conversão, mesmo quando em terras fracas, com pastagens nativas ou praguejadas e, ainda, resistência aos parasitos (bernes, carrapatos, vermes etc.).

No caso das fêmeas, devem parir animais de cabeça relativamente pequena, para não surgirem problemas na ocasião do parto.

Com esses requisitos, mais as informações com referência ao ganho de peso (ficha abaixo) há condições de se obter um animal que, com menos idade e em menor espaço de tempo, produza carne tenra, enxuta, macia e saborosa.


Quadro 2.1 - Algumas Características Transmitidas por Hereditariedade


O índice de fertilidade, ou capacidade reprodutora, deve ser elevado (acima de 80%) para que a vaca apresente produção anual de um bezerro e possa criá-lo, resultando em pouco descarte ou reposição.

Os animais destinados a servir como touros devem ser filhos de vacas de grande fertilidade e também possuir alta capacidade de fecundar fêmeas. O potencial genético individual deve ser alto e a eficiência de ganho de peso acima de 80%, produzindo animais vigorosos e pesados em tempo precoce, com boa capacidade de conversão, à razão de 1 kg de peso vivo por dia, com rendimento de 55% no mínimo. O mérito da carcaça é o fator principal no gado de corte.


2.9 Instalações para o Confinamento


[Peixoto, 1991] e [Vasconcellos, 1993] descrevem cuidados para as construções e instalações diversas, onde ressaltam preocupação da presença da assistência técnica, devendo ser observados os conceitos de economia e funcionalidade e respeitadas as normas conforme os objetivos preestabelecidos.

REFERÊNCIAS
TEXTO EXTRAÍDO DO ENDEREÇO

http://www.eps.ufsc.br/disserta96/candido/cap2/cap2.htm

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

JORNAL SEXTA-FEIRA - VIAMÃO - COLUNA DO ARRUDA FILHO - RS - BR

COLUNA DO ARRUDA FILHO
Olá Meu Povo!!!
Bom dia!!!
Viamão é um município privilegiado em termos de comunicação. Temos muitas rádios comunitárias e vários jornais que transmitem ao cidadão viamonense notícias e entretenimentos durante a semana. Os moradores da nossa cidade deveriam ser, em tese, pessoas bem informadas.
Hoje, estamos lançando mais um Jornal na cidade que vem para somar e qualificar ainda mais as notícias do dia a dia da nossa gente.
Será um prazer, semanalmente, conviver neste espaço contribuindo, opinando e noticiando as novidades, bem como as coisas boas que ocorrem em nosso município. Os assuntos serão variados.
Avisamos aos navegantes que não seremos chapa branca.
Esta coluna terá muitos informantes de confiabilidade espalhados em diferentes regiões que, permanentemente, manterão o colunista muito bem informado.

Bagunça no Trânsito de Viamão
O prefeito Alex, muito esperto, descobriu navegando nas páginas da Internet que o Sistema Binário de Trânsito resolve o problema de qualquer cidade com trafego congestionado. Viamão não tinha trafego congestionado. Agora tem. É uma bagunça.

Sistema Binário de Trânsito
O Sistema Binário propõe a implantação de avenidas com mão única numa cidade com infra-estrutura moderna. Neste sistema nenhuma avenida tem mão dupla, mas a proposta de quem criou este sistema propõe que seja implantado em etapas para que o cidadão se adapte ao novo sistema e que o poder constituído faça as correções, se houverem, antes de passar a etapa seguinte.
Por incrível que pareça eu não conheço alguém na cidade que gostou das mudanças. Nem os CCs, FGs que trabalham na Prefeitura e o vice-prefeito Atidor Cruz gostaram da mudança. Só o prefeito gostou da “desinovação”.

Trafego Piorou
O pior nisso tudo que o trânsito, no centro de Viamão, não era congestionado. Os automóveis e os pedestres circulavam, livremente, pela cidade com respeito e o índice de acidentes perto de zero. Em virtude da idéia “esperta” do prefeito Alex, o trafego piorou. Todo mundo reclama. É uma vergonha!!! As sinaleiras na Avenida Cel Marcos de Andrade não são sincronizadas. A distância, entre elas, é de cerca de 40 metros, mas quando uma abre a outra fecha pois os movimentos não coincidem e ai tranca tudo.

Papagaio de Pirata
Agora virou moda em Viamão inaugurar até semáforo. Os viventes dos partidos que formam a base aliada do prefeito ficam se espetando para posar de “papagaio de pirata” no ombro da criatura e sair na foto. Nesta semana inauguraram uma sinaleira na esquina do Hospital que serve só para piorar, ainda mais o trânsito. A rua do Hospital que deveria ter duas mãos não mudaram.

Nadim a Perigo
O vereador Nadin (PP) pelo acerto que os partidos realizaram no início do mandato será o próximo presidente da Câmara de Vereadores de Viamão, porém há indícios de perigo na sua eleição. A vereadora Belamar que é do mesmo partido de Nadin teria dito, numa reunião, que não votaria no seu correligionário e sim numa chapa de oposição, coisa que eu não acredito.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

WILSON ARRUDA PAI SOFRE ACIDENTE NA PRAIA DE SALINAS



O meu pai Wilson Arruda ( 82 anos) estava passeando no seu automóvel Brava (Fiat), cor branca, no sentido Praia de Cidreira a Tramandaí quando, no dia 8 de dezembro, na localidade do balneário Salinas, um Fiat Uno Vermelho (2010/2011) colidiu na parte traseira do Brava, no horário aproximado das 10 horas. Na colisão os passageiros de ambos os veículos tiveram sorte e nada sofreram. Os estragos físicos dos veículos serão cobertos pelo Itaú Seguros que já está providenciando no conserto dos veículos
Enquanto, eu me deslocava em socorro do meu velho pai na praia de Salinas, ele estava folgado na sombra de um buteco e papeando com as amigas que o acompanhavam na viagem na maior tranquilidade conforme registra a foto acima.




sexta-feira, 26 de novembro de 2010

CONSULADO DO INTERNACIONAL VIAMÃO - RS - BRASIL

PARA ACESSAR O PORTAL DO CONSULADO DO SPORT CLUB INTERNACIONAL VIAMÃO CLIC NO LINK ABAIXO.

O atual Cônsul é Rafael Miranda Chulé.


O Diretor do Núcleo dos Colorados da Vila Augusta, Adair Santos de Jesus César, com o apoio do Consulado de Viamão realizou no dia 25 (quinta-feira), à noite, um grande Jantar Festivo de confraternização em apoio a candidatura Giovani Luigi, reunindo 300 colorados no CTG Pealo da Estãncia, onde também foram sorteados muitos brindes com a logomarca do Inter.
O Consulado de Viamão está apoiando para presidente do Sport Club Internacional o candidato, Giovanni Luigi, que representa a chapa 3. Também concorrem na eleição para o Conselho Deliberativo, três viamonenses. São eles: Rodrigo Teixeira Barbosa, Amilton César Machado e Régis Tatsuya Shiba,
No jantar festivo o cônsul de Viamão, Rafael Miranda o "Chulé", disse que conhece muito bem a competência do candidato Giovanni Luigi a quem tem total confiança e que os colorados verdadeiros e que querem continuar ganhando títulos devem votar na chapa 3. O professor Vilson Arruda Fº, colorado de coração, também está apoiando o candidato Luigi e os candidatos ao Conselho Deliberativo.
Para ver o Inter ser Bicampeão do Mundo estão viajando junto com a delegação 11 torcedores colorados viamonenses.
O próximo jantar será organizado me Itapuã pelo Núcleo dos colorados daquela localidade, amanhã. dia 27 de novembro, (sábado) á noite.
Para visualizar as fotos deste evento clic no enderoço do Link acima.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

LIÇÕES DO RIO GRANDE DO RIO SUL - SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

Para acessar o Programa "Lições do Rio Grande" que direciona a educação no Estado do Rio Grande do Sul, acesse o link

http://www.educacao.rs.gov.br/pse/html/refer_curric.jsp?ACAO=acao1

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

UNIÃO DE VIAMÃO VENCE JOGO NO RIO DE JANEIRO - BRASIL

União de Viamão excursiona para o Rio de Janeiro - Brasil e vence a partida de futebol por 3 X 2 jogando contra uma equipe amadora formada por funcionários do Banco Central e Casa da Moeda.
Veja matérias abaixo.


Jornal Correio Rural
Dia 19 de novembro de 2010


Jornal Diário de Viamão
Dia 17 de novembro de 2010

BIOTECNOLOGIA: QUESTIONÁRIO 7 RESOLVIDO - UFRGS -REGESD

UFRGS - REGESD
DISCIPLINA DE BIOTECNOLOGIA
ALUNO: VILSON ANTONIO ARRUDA

Questionário Semana 7 - CORRIGIDO

1- René Descartes, em relação ao mecanicismo e as ciências exatas, foi pioneiro no desenvolvimento e aplicação do Método Científico.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

2- A hidrólise da inulina, polifrutosídeo, em nenhum caso permite produzir glicerina.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

3-Para Pasteur, o conhecimento é o mesmo e de idêntica natureza (cientifica), mas só passa a ser tecnologia (ciência aplicada) quando se encontra uma aplicação.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

4- O Método Cientifico foi desenvolvido durante a Idade Média.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

5- As contribuições de Galileu e Newton aproveitaram quase integralmente a propostas de Descartes no seu discurso sobre o método.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

6- A teoria da Evolução de Darwin e Russell não se desenvolveu utilizando o Método Científico.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

7- A Síntese de Neüberg desenvolvida nos finais da Primeira Guerra Mundial permitiu sintetizar glicerina mesmo na total falta de petróleo.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

8- Chamamos de tecnologia de escolha aquela que é aplicável com maior eficiência em um determinado contexto.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

9- O fato de uma tecnologia ser tecnologia de escolha independe da disponibilidade de matéria-prima.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

10- Nas Ciências Biológicas em muitos casos, o pensamento cartesiano (mecanicista) não é aplicável, a observação e o método experimental propostos por Francis Bacon são, entretanto, mais adaptados.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

Arruda

domingo, 21 de novembro de 2010

BIOTECNOLOGIA EXERCÍCIOS Nº 06 RESOLVIDOS - UFRGS - REGESD

UFRGS - REGESD
DISCIPLINA DE BIOTECNOLOGIA
ALUNO: VILSON ANTONIO ARRUDA

QUESTIONÁRIO 06


1- Antes de 1948 não existiam compostos organossintéticos de ação estrogênica.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

2- Os organossintéticos de ação estrogência são quase sempre proteofílicos.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

3- Na relação entre predador e predado, o segundo é o que se alimenta do primeiro.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

4- A biomagnificação é o processo de diluição de organossintéticos de ação estrogênica que acontece através da cadeia alimentar.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

5- A biomagnificação, tal como apresentada, concentra organossintéticos de ação estrogênica mais de 400 milhões de vezes.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

6- Na cadeia alimentar desenvolvida por Aristóteles (Santo Tomás e Santo Agostinho) o homem aparece sempre no topo da mesma.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

7- A conversão de predado em predador exige valores que oscilam, geralmente, entre 17 e 30 Kg de predado para permitir o desenvolvimento de um único quilo de predador.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

8- Zooplancton e fitoplancton estão usualmente no topo da cadeia alimentar.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

9- Um pescador ou uma águia são usualmente considerados predadores de topo de cadeia.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

10- A queda de espermogênese provocada pela bioacumulação de organossintéticos de ação estrogênica está estimada em 2% ao ano.
Resposta:
Verdadeiro
Falso

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

IVANZINHO SILVA DEIXA SEUS AMIGOS PRÁ SEMPRE

IVANZINHO SILVA DEIXA
OS AMIGOS DE VIAMÃO PRÁ SEMPRE

*Texto elaborado por Haroldo Franco

PREZADOS AMIGOS.
Tenho quase certeza que hoje haverá uma grande disputa no ceu ou no inferno. Entre Deus e o demonio. Ambos senhores da vida e da morte quererão que o Ivanzinho frequente seus dominios.Ele sempre foi uma atração...Sempre requisitado, sua figura sempre me lembrou um "dandi": impecavelmente vestido era um galanteador por natureza e por excelencia. Amava com muita intensidade e entregava-se aos braços de suas conquistas desmesuradamente.
Assim como Cristo multiplicou os pães, o Ivanzinho com pouco dinheiro organizava um belo carreteiro. Era só confiar na sua maneira de negociar com bodegueiro.Era persuasivo e inteligente.Jeitoso...
Junto com seus grandes amigos Sepé, Carlos Alberto,Perfeito e Bayard criou o Signal, que, na época do futebol da praça da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, era a sensação do momento. Com um estilo elegante de bater na bola brilhou nos gramados do Tamoyo FC por muitos anos e, mudando de residência para Porto Alegre, nunca se desvinculou de Viamão participando efetivamente das tardes de sábado envergando a camisa alvi-negra do União e compondo o grupo de "pontinho"que reune-se uma vez por mês para um carteado "`as brinca".
Sassaricou muito nos bailes no Clube dos Casados e era um dos mais animados componentes do Madrugada (Clube Carnavalesco do Complô - C.C.C.).
Lembro-me que numa das vindas do Sepé a Viamão, depois de muitas cervejas, o Ivanzinho resolveu que deveriamos fazer uma serenata para uma moça .Ensaiamos umas musiquinhas e partimos para a homenagem (se bem que ele queria mais conquistar do que homenagear).Na frente da casa esgoelavamo-nos sem nenhuma resposta.Insistimos e nada...Resolveu, então o Ivanzinho, que deveriamos subir no telhado e cantar diretamente na janela.Mesmo antes de recomeçar a cantoria a moça abriu a janela e a veneziana jogou-o de cima do telhado caindo de bunda na cobertura de baixo quebrando a telha e ficando entalado.A muito custo conseguiu sair da enrrascada. O vexame foi total... Lembro-me do Ivanzinho batendo perninhas e bracinhos, desesperado. No outro dia a "mãe da miss"enviou a conta da madeireira para a sua casa.
Sempre será lembrado. Acho que partiu muito cedo... mas...espero que eu vá para o mesmo lugar que ele para convivermos mais um pouco.

*EM TEMPO: Ivanzinho também jogou no União de Viamão.
Foi professor de matémática na Escola Técnica de Agricultura de Viamão e na Escola Municipal Castelo Branco.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

ETA COMEMORA CEM ANOS COM FESTA EM GRANDE ESTILO







ETA COMEMORA CEM ANOS EM GRANDE ESTILO.
PARTICIPARAM CERCA 2.200 PESSOAS



FESTA FOI MARCADA PELO REENCONTRO






quinta-feira, 4 de novembro de 2010

JORNAL AGRO-TÉCNICOS 1960 CENTENÁRIO DA ETA VIAMÃO

Os alunos formandos do Curso Técnico Agrícola de 1960 publicaram jornal Agro-Técnico reEditando o passado do ano de 1960. Esta turma também está festejando o seu cinquentenário em concomitância ao centenário da ETA.
O editor e incentivador do jornal é o ex-aluno Luiz Carlos Félix.


II CAMPEREADA ETEANA - VIAMÃO/RS

ACIVI VIAMÃO: PROJETO MARCAS E CORAÇÕES - JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO


CD SEMEADOR - CENTENÁRIO DA ESCOLA TÉCNICA DE AGRICULTURA DE VIAMÃO - ETA


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

CONSUMO, CONSUMISMO, OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

UFRGS - REGESD
DISCIPLINA DE BIOTECNOLOGIA
ALUNO: Vilson Antonio Arruda

Questionário Semana 5

Marcar falso ou verdadeiro:

1 -As nossas necessidades são sempre naturais e reais.
Verdadeiro

2- Desde a perspectiva das engenharias a obsolescência programada estaá em certa forma vinculada a engenharia para dar garantias. Só que no caso da obsolescência programada se prevê uma duração limitada do bem que se espera aumentará o consumo e em consequência o faturamento e o lucro da empresa, pois exigira reposição antecipada.
Resposta: Verdadeiro

3- Para enfrentar uma das problemáticas é preciso substituir os plásticos derivados de petróleo por plásticos biodegradáveis, geralmente derivados de amido de origem vegetal.
Falso

4- A visão Holística/Sistêmica da sociedade como conjunto, permite verificar que muitas das nossas necessidades são na realidade parte de um plano comercial que não nos pertence e que não necessariamente temos que aceitar.
Verdadeiro

5- Nos EUA 16% dos consumidores declaram encontrar satisfação em comprar, em 2008, esse numero era de 25%. No Brasil a diferença é ainda maior os que declaram encontrar satisfação em consumir são 14% e esse número era de 29% em 2008. Este processo nada significa.
Verdadeiro

6- O conceito ‘use e jogue fora’ é na realidade de grande ajuda para a sustentabilidade do nosso planeta.
Falso

7- Por influência da mídia que atende essencialmente objetivos mercantilistas, se tem introduzido na sociedade humana o falso conceito que consumir é bem estar.
Resposta: Verdadeiro

8- A obsolescência programada promove o consumismo involuntário. Em contra partida aparece também uma tendência a dar valor a marcas confiáveis e garantias reais prolongadas.
Resposta: Verdadeiro

9- Não existem comunidades que transformam em lixo mais de 4 kg do que consomem diariamente.
Falso

10- Atualmente muitas empresas tentam seduzir aos seus clientes oferecendo a eles garantias até a pouco inimaginavelmente prolongadas como exemplo pode se citar os carros com 5 anos de garantia.
Falso

11- A obsolescência percebida segundo Annie Leonard nos convence a jogar fora coisas perfeitamente úteis, geralmente em função de mudanças meramente cosméticas, mobilizando bens de consumo que em menos de seis meses se transformam em 99% de lixo.
Resposta: Verdadeiro

12- O consumo consciente é uma contribuição voluntária, cotidiana e solidária para garantir a sustentabilidade do nosso planeta.
Resposta: Verdadeiro

CONSUMO, CONSUMISMO, OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA



Disciplina de Biotecnologia

Aluno: Vilson Antonio Arruda
Mas afinal, o que é consumo?

Consumir é uma forma de se utilizar de produtos e/ou serviços para satisfazer alguma necessidade pessoal ou coletiva.

E o que difere consumo de consumismo?

De fato, consumismo é o ato de consumir produtos e/ou serviços, indiscriminadamente, sem dar-se conta que, por este ato podemos prejudicar a nossa saúde e/ou o ambiente, cabe lembrar que o consumismo foi inventado para reativar as economias dos países que participaram da Segunda Guerra Mundial. Enquanto que, consumo caracteriza-se pela aquisição de somente aquilo que é necessário a sobrevivência. Esta discussão perpassa por outra, de fundo ético, no sentido de que o que é necessidade para uns pode ser supérfluo para outros, portanto não há um consenso sobre a diferença entre consumo e consumismo.
O ser humano tem necessidades que precisam ser satisfeitas diariamente, alimentação, vestimenta, moradia, educação, transporte, dentre outras, além dessas necessidades básicas tem outras que são características da cultura de cada povo.

Introdução às Biotecnologias

Disponível em:
http://23primaveras.blogspot.com/2010/04/mudancas-no-consumo.html


O consumismo é uma característica da sociedade, e não só a contemporânea. A questão é que o consumismo produz impactos preocupantes sobre o ambiente natural. Quando se pensa em consumismo, remete-se logo a sociedade capitalista industrial que criou o mito do consumo como sinônimo de bem-estar. Além disto, consumir faz parte do processo civilizatório de tal forma, que em alguns casos ter algo passa a ser uma meta de vida. Para o sistema de produção capitalista, o principal objetivo é atender ao consumidor e estimular necessidades (nem sempre naturais ou reais) que promovam uma maior rotatividade e acumulação do capital.
O ambiente que nós vivemos é também produto da constante transformação da sociedade
humana. Assim sendo, tudo que produzimos, consumimos e depois descartamos deverá voltar para a natureza em algum momento, principalmente sob a forma de lixo. Tudo, desde os alimentos que consumimos até os eletrônicos mais modernos, é desenhado no formato ``use e jogue fora ´´.
O resultado deste processo é a acumulação de lixo no ambiente. Nos países europeus mais avançados, a produção de lixo doméstico passou de 200 kg por habitante/ano em 1960 para 540 kg em 2000, ou seja 1,5 kg por dia. O número impressiona, mas ainda assim é modesto se comparado aos 5 kg diários produzidos pelos norte-americanos: campeões mundiais de consumismo.
Na contramão deste processo pensa-se em alternativas que possam favorecer um consumo consciente de forma que, não seja tão nocivo ao ambiente. Para resolver o problema do lixo o ser humano precisa mudar os modos de produção e consumo.
Antes de falar de consumo consciente, cabe falar dos 4R’s. A participação de todos nós é
absolutamente importante para a efetiva aplicação da política dos 4R’s (Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Recuperar). Esta política é fundamental para a redução do consumo de energia, de matérias- primas e recursos naturais, além de estar sempre ligada com a redução de gáscarbônico, e da quantidade de resíduos depositada em aterros ou incinerada.
Vamos saber mais sobre cada um deles:

- Reduzir: a quantidade de resíduos produzidos (preferir produtos de longa duração, por exemplo, substituir pilhas descartáveis por recarregáveis, lâmpadas de filamento de tungstênio por fluorescentes);
- Reutilizar: resíduos quando não são passíveis de redução, pensa-se em reutilização (por exemplo, reutilização de sacos plásticos, reparação de artigos danificados). No Brasil, apenas 2% dos sacos plásticos são reutilizados, entre os países da América Latina, os melhores níveis de reutilização estão com o México com 7%.

Introdução às Biotecnologias
- Reciclar: os materiais (já) não reutilizáveis, através da prévia separação seletiva (ex. em casa, nas escolas, no trabalho) e posterior deposição na respectiva lixeira (plástico e metal (amarelo), papel e cartão (azul), vidro (verde)).
A matéria orgânica pode ser encaminhada para a compostagem - outra forma de reciclagem, que consiste na decomposição biológica controlada da matéria orgânica, obtendo-se o composto que pode ser utilizado como adubo na agricultura. As Biotecnologias que utilizam ciclos oxidativos e redutivos para evitar não apenas a produção de chorume, mas para sintetizar substâncias húmicas de enorme aplicação na nutrição vegetal e na agroecologia. A reciclagem é o mais midiático dos 4R’s e consiste na transformação de um resíduo numa forma novamente utilizável, prolongando assim o seu ciclo de vida, particularmente válidos para plásticos.

- Recuperar: quando possível, a energia de resíduos que não podem ser reduzidos, reutilizados ou
reciclados. Esta é uma opção direcionada principalmente para a indústria e inclui opções como a
incineração, por exemplo, que através da queima controlada de resíduos produz energia elétrica.

Consumo Consciente

Sobre consumo consciente, dê uma olhada neste site que indicamos. É do Instituto Akatu,
cujo trabalho é focado na mudança de comportamento do consumidor. Para isso, o Akatu
desenvolve ações em duas frentes de atuação para sensibilizar e mobilizar os indivíduos para que
se tornem consumidores conscientes: a comunicação e a educação. Nele você encontrará o
conceito de consumo consciente, dicas e orientações práticas. Não deixe de dar uma olhadinha no item ``Acervo Multimídia´´, contém pequenos filmes muito interessantes, inclusive para levar para sala de aula.

http://www.akatu.org.br/


Obsolescência Programada

A obsolescência programada é caracterizada pela vida curta de um bem ou produto,
computadores e celulares são bons exemplos disto, além de roupas e calçados. Atualmente, a

Introdução às Biotecnologias
maioria dos produtos são projetados de forma que sua durabilidade ou funcionamento se dê apenas por um período reduzido. Existe, entretanto, uma tendência inversa, que deveria ser estimulada pelo consumidor consciente. Observa-se, por exemplo, os carros com garantia de cinco anos ou mais anos. Em síntese, a obsolescência programada consiste no fato de a indústria produzir bens de consumo com vida útil mais curta do que seria tecnicamente possível. De fato, o consumidor é forçado (por muitas vias) a comprar um novo produto.
A obsolescência programada faz parte de um fenômeno industrial e mercadológico surgido nas
décadas de 1930 e 1940. Este fenômeno tem causado grandes danos ao ambiente e prejuízos
aos consumidores em geral. É importante que percebamos que este processo faz parte de uma
estratégia de mercado que visa garantir a manutenção do consumo através de um sentimento de constante insatisfação.
Sobre este assunto, dê uma olhadinha no link que indicamos:

http://jornal.valeparaibano.com.br/2000/12/02/pag02/artigao.html

O consumo e a obsolescência programada tornam-se um risco para a nossa própria sobrevivência, uma vez que, o planeta já quase não tem mais como suportar todo o descarte que estes fenômenos implicam.

http://www.youtube.com/watch?v=3c88_Z0FF4k

DEPÓSITO -ANTECIPADO - CAUÇÃO - EM HOSPITAL É PROIBIDO

DEPÓSITO ANTECIPADO EM HOSPITAIS PARTICULARES É PROIBIDO

Diário Oficial Lei Nº 3.359

DIÁRIO OFICIAL
DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Lei de n° 3.359 de 07/01/02 - Depósitos Antecipados
Foi publicada no DIÁRIO OFICIAL em 09/01/02, A Lei de n° 3.359 de 07/01/02, que dispõe:
Art.1° - Fica proibida a exigência de depósito de qualquer natureza, para possibilitar internação de doentes em situação de urgência e emergência, em hospitais da rede privada.
Art. 2° - Comprovada a exigência do depósito, o hospital será obrigado a devolver em dobro o valor depositado ao responsável pela internação.
Art. 3° - Ficam os hospitais da rede privada obrigados a dar possibilidade de acesso aos usuários e a afixarem em local visível a presente lei.
Art. 4° - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

OBSERVAÇÃO
No mesmo sentido da Lei mencionada ACIMA, a respeito da proibição da exigência de depósito de qualquer natureza, o Diário Oficial da União em 28 de julho de 2003, também publicou a Resolução Normativa de número 44, de 24 do mesmo mês e ano da Agência Nacional da Saúde que dispõe sobre a proibição da exigência de caução por parte dos Prestadores de serviços contratados, credenciados, cooperados ou referenciados das Operadoras de Planos de Assistência à Saúde. Veja abaixo o texto integral da Resolução Normativa 44/2003:

Diário Oficial da União
Edição Número 143 de 28/07/2003
Ministério da Saúde
Agência Nacional de Saúde Suplementar
RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº. 44, DE 24 DE JULHO DE 2003
Dispõe sobre a proibição da exigência de caução por parte dos Prestadores de serviços contratados, credenciados, cooperados ou referenciados das Operadoras de Planos de Assistência à Saúde.
A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, no uso das atribuições que lhe confere o inciso VII do art. 4º da Lei nº. 9.961, de 28 de janeiro de 2000, considerando as contribuições da Consulta Pública nº. 11, de 12 de junho de 2003, em reunião realizada em 23 de julho de 2003, adotou a seguinte Resolução Normativa e eu, Diretor-Presidente, determino a sua publicação.
Art. 1º Fica vedada, em qualquer situação, a exigência, por parte dos prestadores de serviços contratados, credenciados, cooperados ou referenciados das Operadoras de Planos de Assistência à Saúde e Seguradoras Especializadas em Saúde, de caução, depósito de qualquer natureza, nota promissória ou quaisquer outros títulos de crédito, no ato ou anteriormente à prestação do serviço.
Art. 2º Fica instituída Comissão Especial Permanente para fins de recepção, instrução e encaminhamento das denúncias sobre a prática de que trata o artigo anterior.
§ 1º As denúncias instruídas pela Comissão Especial Permanente serão remetidas ao Ministério Público Federal para apuração, sem prejuízo das demais providências previstas nesta Resolução.
§ 2º Os processos encaminhados ao Ministério Público Federal serão disponibilizados para orientação dos consumidores no site da ANS, www.ans.gov.br.
Art. 3º A ANS informará à operadora do usuário reclamante quanto às denúncias relativas a prestadora de sua rede, bem como a todas as demais operadoras que se utilizem o referido prestador, para as providências necessárias.
Art. 4º Esta Resolução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

JANUARIO MONTONE
Diretor-Presidente

FONTE: Administradores.com.br
Postado por Décio Galdino às 15:11

domingo, 31 de outubro de 2010

TIPOS DE CURSOS TÉCNICOS

Na educação técnica, mais do que domínio prático de um determinado ofício, tem-se a compreensão global do processo produtivo. Por isso, o aluno que opta por esse tipo de capacitação pode se tornar um profissional completo em menos tempo: os cursos têm duração de um a quatro anos.

Clic em cima do assunto para aumentar o zoom

FATORES AMBIENTAIS QUE AFETAM A VIDA DAS ESPONJAS

A Poluição Térmica: a mudança da temperatura do ambiente aquático também é considerada um tipo de poluição, uma vez que pode ser bastante prejudicial para a biota, devido ao fato da maioria das espécies apresentar faixas de tolerância muito estreitas em relação às variações
térmicas. Geralmente é fruto de despejo de águas residuais e de resfriamento de indústrias
ou usinas geradoras de eletricidade. Além dos prejuízos causados pela alteração da
temperatura, a água aquecida possui menos oxigênio dissolvido e a elevação da temperatura
acelera o metabolismo dos animais, fazendo com que eles requisitem mais oxigênio
do que normalmente, agravando a situação. A escassez de oxigênio reduz ainda a capacidade
de autodepuração dos rios, pois prejudica a ação de bactérias decompositoras de
detritos (Magossi & Bonacella, 1990). A poluição térmica pode levar ainda a um desequilíbrio
ecológico, promovendo a proliferação de alguns organismos e inibindo a reprodução
de outros. Além disso, certas espécies podem também se tornar mais suscetíveis a
infecções.

Os detergentes são compostos orgânicos, formados por cadeias de carbono às quais
podem estar ligados alguns radicais, como sulfatos e fosfatos, e também sais, como o
sódio, o que lhes confere características de afinidade com a água e com lipídeos e lhes
permite, então dissolver óleos e graxas na água, pela formação de micelas. Causam efeitos
nas membranas celulares, dissolvendo-as e por isso apresentam alta toxicidade. Porém,
são degradados em um período de tempo relativamente curto, principalmente em águas
doces, ricas em bactérias. As principais fontes são os esgotos, pelo uso doméstico de
produtos de limpeza, e os dispersantes de óleo, usados em acidentes petrolíferos, por
exemplo.

Os hidrocarbonetos são compostos basicamente por átomos de carbono e hidrogênio,
e também são muito comuns no ambiente aquático, sendo representados por substâncias
naturais produzidas por vegetais e também por óleos, graxas e produtos derivados de
petróleo. Podem ser extremamente tóxicos e danosos aos organismos aquáticos, pois se
associam às membranas biológicas e aos tecidos lipídicos. Além das fontes naturais, existem
as fontes antrópicas de hidrocarbonetos, compostas pelas indústrias, navios, portos,
terminais e plataformas petrolíferos, etc.

A matéria orgânica é formada por compostos de carbono, originados de organismos
vivos e sujeitos à degradação por bactérias, através de processos geralmente oxidativos
(que consomem oxigênio do ambiente), que resultam em produtos inorgânicos reaproveitáveis
no ambiente. Em excesso, porém, compõe o tipo mais comum de poluição,
e também o mais difundido e mais difícil de ser controlado, uma vez que suas fontes
não são pontuais, e sim, difusas (esgotos, insumos agrícolas, efluentes industriais e águas
pluviais). Geralmente, a matéria orgânica não é tóxica por si, mas, em grandes quantidades,
produz efeitos indiretos, devido à eutrofização 1, levando à anóxia e à produção
de amônia, metano e ácido sulfídrico, que são tóxicos aos organismos aquáticos (Figura
4.3.1). A falta de oxigênio, a turbidez e a presença de gases, resultantes da eutrofização,
impossibilitam a vida de plantas e animais aquáticos. A matéria orgânica pode ainda
estimular florações de algas tóxicas e, como muitas vezes está associada a esgotos, pode
conter organismos patogênicos.
1Pode ser definida como uma “fertilização” das águas, que ocorre

Depois da matéria orgânica, os metais são os contaminantes mais comuns no ambiente.
Os elementos metálicos ocorrem normalmente na natureza, em baixas concentrações,
e alguns participam do metabolismo dos seres vivos, sendo necessários para os
organismos em doses mínimas. Porém, em doses mais elevadas, podem ser bastante tóxicos
e levar à morte. As principais fontes para o ambiente aquático são as indústrias,
seguidas dos esgotos domésticos e das embarcações.
Os metais mais freqüentemente utilizados nos processos industriais são o Cádmio
(Cd), Chumbo (Pb), Cromo (Cr), Cobalto (Co), Cobre (Cu), Mercúrio (Hg), Níquel (Ni),
Alumínio (Al), Ferro (Fe) e Zinco (Zn); e seus principais efeitos são alterações na atividade
enzimática, tumores, danos neurológicos e musculares, rompimento de cromossomos, entre
outros. Como não são biodegradáveis, podem apresentar o efeito de bioacumulação,
ou seja, podem ser absorvidos pelos seres vivos e ser retidos nos seus tecidos.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

ELISABETE SILVA - BETINHA - ANIVERSÁRIO - VIAMÃO


Betinha com as filhas Ana Luiza e Laura
A minha comadre e amiga, Betinha Silva, esposa do meu compadre Mauro Silva, completou mais uma primavera no dia 24 de outubro. A festança foi na estância do seu genro, Evandro Rocha, na localidade de Passo do Morrinho em Viamão/RS- BR, onde recepcionou os seus familiares e amigos com um apetitoso churrasco.


Mãe do Mauro, Alex e esposa com a minha amiga Neiva
Na festa da Betinha tinha dois gremistas secadores a espera do Grenal
que terminou empatado em 2 X 2

A banda (Arruda, Mauro, Nilton e João da gaita) animou a festa até o entardecer
Conversa descontraída com os familiares

A Betinha apagando as velinhas na hora do parabéns a você com direito a bolo

Mauro cantando o parabéns a você para sua amada esposa Beti

A banda afinada para animação

Antes da churrasqueada um momento para a foto com os amigos

Betinha e Mauro recepcionando os amigos com um churrasco assado com amor

Nilton Magalhães e João da gaita iniciaram cedo as cantorias

TÉCNICO AGRÍCOLA - ESCOLA TÉCNICA DE AGRICULTURA DE VIAMÃO/RS BR


Referência: Federação Nacional dos Técnicos Agrícolas (FENATA)

FESTA: ANIVERSÁRIO E CENTENÁRIO DA ETA VIAMÃO

VENHA PARTICIPAR DA FESTA DE ANIVERSÁRIO DA ESCOLA TÉCNICA DE AGRICULTURA DE VIAMÃO
FONE: (51) 3485-1173

CENTENÁRIO DA ETA - CONVITE



Of. n.º 132/2010 Viamão, 18 de outubro de 2010.

Prezados Senhores,

Na oportunidade em que cumprimentamos cordialmente Vossa Senhoria, encaminhamos o convite e a programação para a festa de aniversário do Centenário da Escola Técnica de Agricultura em Viamão/RS, a realizar-se no dia 07 de novembro de 2010, nas dependências do campus central desta Instituição de Ensino.
Solicitamos ainda o seu apoio na divulgação desta programação.
Programação:
9h30min – Recepção
11h – Missa Crioula
11h45min – Lançamento do livro Canto da Alma –
Autor: Ex aluno Martim Saraiva Barboza
12h30min – Almoço de Confraternização (churrasco, salada, bebidas e doces)
14h30min – Cerimônia dos 100 Anos
15h30min – Lançamento do CD cultural/musical comemorativo ao centenário.
CD SEMEADOR – 100 Anos de Amor a Terra.
17h – Reunião para tratar do assunto dos Ranchos
*Ao longo do dia haverá programação cultural.
* Favor trazer talheres.
* Não será comercializado bebida alcoólica (Lei Estadual)
Sendo o que tínhamos para o momento, desde já agradecemos.

Atenciosamente,

Evandro Cardoso Minho
Diretor

Fone contato (51) 3485-1173

CENTENÁRIO DA ETA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RS JORNAL CORREIO RURAL



STEVEN DUBNER FAZ PALESTRA MOTIVACIONAL NA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE VIAMÃO


Steven Dubner motivou público

Público atento nos ensinamentos



Como transformar as dificuldades e crises em oportunidade?
Como trabalhar em equipe?
Como ampliar a capacidade de enfrentar os desafios?

Com um enredo envolvente e emocionante, relatado através de verdadeiras lições de vida esses temas foram abordados na palestra motivacional do professor Steven Dubner, ministrada para os mais de 700 pessoas na noite de segunda-feira (25) outubro, no salão de eventos do Clube dos Casados, em Viamão/RS.
Steven também contou muitas piadas fazendo o público dar boas e gostosas gargalhadas.
Foi uma verdadeira injeção de ânimo e todos saíram emocionados com os ensinamentos.

“Foi uma grande lição de vida, todos saíram emocionados. Acho isso muito importante para valorizarmos a nossa situação, a nossa carreira, para ganharmos ainda mais motivação neste momento disse a contabilista Fabiane Ribeiro.

Sobre o palestrante:

Steven Dubner é formado em Educação Física e nos últimos 32 anos se especializou em esporte para portadores de deficiência física no Brasil e nos EUA. Um dos fundadores da Associação Desportiva para Deficientes, Dubner já ministrou mais de mil palestras motivacionais para grandes empresas e clubes de futebol do Brasil e exterior.

Mais informações stevendubner@uol.com.br

Seguidores